COMO O VITOR RETRIBUI O QUE O PAÍS LHE DEU

A propósito de um novo blog Tu(r)bo d’Escape lançado na Net pelo amigo Rui Beja aproveito aqui para o felicitar pela sua força por conseguir juntar mais esse espaço que agora aparece na Net aos restantes que já tem e alimenta, para além de todo o seu trabalho sempre orientado pela defesa da cultura, dos livros e dos valores que o tempo presente tenta destruir. Vozes como a dele são cada vez mais necessárias. A situação que estamos a viver é simplesmente vergonhosa e uma afronta às conquistas que tinhamos obtido e que todos nos diziam defender. Mas, como se nota, diziam mas mentiram. Mentiram-nos e continuam a fazê-lo. É preciso reagir e é isso que o meu amigo está a fazer. Também tenho tentado mas não tendo a sua força e juventude, ainda não colocara neste meu blog “Portudo e Pornada” uma referência ao sujeito aqui visado. Mas acabei de o fazer com a sua ajuda. O Sr. Vitor numa das suas “obras parlamentares” na Assembleia, disse a certa altura que (e recordo) “estou a retribuir ao país aquilo que o país pagou pela minha educação. O país gastou muito dinheiro durante décadas na minha educação”. Apetecia-me dizer, como certamente todos os portugueses, que se tratou de um erro grave que o país fez. Dinheiro muito mal gasto para assim estarmos dependentes das asneiras que ele faz. Melhor seria tê-lo deixado pelo caminho, sem atingir o doutoramento. O que também talvez não ocasionásse grande diferença pois outro lá está que nem precisou de frequentar as cadeiras do curso que obteve e até chegou a tirar algumas que não existiam. De facto como muito bem diz o amigo Rui Beja, ele é “Incapaz de perceber o que leu nos livros sobre economia”. Não percebeu nesses nem em nenhum dos outros que eventualmente lhe tenham passado pelas mãos. E estou plenamente de acordo consigo: “ é preferível um fim com horror do que um horror sem fim”. Temos de reagir com força a este ataque que os nossos governantes estão fazendo à nossa vida e à dos nossos filhos e netos, a todos os que vão sofrer os desvarios destes lacaios da Sra. Merkl e do grande capital. Há muitas formas de luta. Só é necessário que nos unamos. E teremos essa força. Bem haja Rui Beja com aquela que no seu blog nos transmite e aconselho quem nos lê aqui que carregue no respectivo link que se segue Tu(r)bo d'Escape

3 comentários:

RioD'oiro disse...

Há que tempos o não via.

Saúde aí para si e para toda a malta.

Abraço.

Eurico Moura disse...

Pois é. Eu, por mim, dispenso o esforço do contabilista do FMI.

RioD'oiro disse...

Caro Eurico,

Há um par de anos estava muito esperançoso do desenvolvimento na Venezuela. Lembro-me até que havia lá uma orquestra que colhia a sua especial simpatia. Tem ouvido alguma coisa sobre ela?

https://conteudoclippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2013/5/10/em-visita-ao-brasil-maduro-pede-venda-de-mais-alimentos


http://oinsurgente.org/2013/05/10/afinal-o-milagre-venezuelano-nao-e-tao-miraculoso-quanto-isso/