VIDENTE DESMASCARADA ***** TVI FICA MAL NO RETRATO



Tal como em Abril de 2010 escreveramos num pequeno artigo que podem ler mais abaixo, a suposta Médium Anne Germain utilizava procedimentos muito graves, indignos da sua presença nos ecrãs da TVI onde fazia crer aos seus convidados que comunicava com os espíritos dos respectivos familiares já falecidos, transmitindo-lhes falsas mensagens por eles enviadas. Os convidados, acreditando no que ouviam, comoviam-se, choravam e, a única coisa a que se pode realmente dar algum valor é que saiam dali muito felizes por lhes ter sido dito que todos os seus falecidos se sentiam muito bem por “lá”. Pois Anne Germain acaba de ver descoberto o seu jogo. Um funcionário da TeleCinco onde ela fazia um programa idêntico ao apresentado na TVI, “ Mas Allá de la Vita”, revelou que ela tinha uma equipa de profissionais que preparavam dossiers sobre a vida particular de cada um dos seus convidados, incluindo os mais marcantes, e que portanto estava a par de tudo o que acontecera com os seus familiares. Mais ainda, no que dizia respeito às pessoas escolhidas, no final das entrevistas, entre as que assistiam ao programa em directo, recebia num auricular como identificá-las, tendo-lhe sido fornecidos anteriormente alguns dados sobre as pessoas às quais se iria dirigir. Um mais que perfeito embuste que de facto lhe rendia a módica quantia de 15 mil Euros por emissão. Só no último ano terá acumulado, juntamente com a sua autobiografia, cerca de 1 milhão de Euros. E ainda mais impressionante é o facto de ganhar dinheiro à custa das emoções, por vezes dolorosas, que causava nos seus entrevistados para cada programa.

Fica-nos a dúvida sobre até que ponto a TVI sabia como eram preparadas as emissões com as quais desejava prender a audiência das pessoas crentes. De qualquer forma, uma simples pesquisa na Internet em Abril de 2010 bastaria para encontrar a explicação. Um médium, neste caso um homem, explicava num pequeno filme como fazia exactamente o mesmo que Anne Germain apresentava na TVI. Isso ou apenas ter a noção de que tais poderes espirituais não têm a mínima possibilidade de existir. Mas de vez em quando aparecem algumas pessoas mais espertas que resolvem explorar, em seu proveito económico – pois é essa a verdadeira intenção – as crenças que podem existir em gente de formação religiosa, merecedora do respeito de quem eventualmente as não tenha.

Depois da Vida é um novo programa da TVI. Com excepção de agnósticos e ateus, toda a gente sente uma atracção especial para saber o que irá acontecer depois da Vida ou melhor depois da morte. Mais uma vez somos convidados na Televisão a assistir a um (im)perfeito embuste que devia envergonhar os responsáveis, os protagonistas e sobretudo o principal convidado que se prestou a tal espectáculo: uma senhora Inglesa que se intitula Médium capaz de convocar todo e qualquer espírito que queira contactar quem desejar ser contactado e se preste a colaborar naquele espectáculo. Inteligente é de facto para conseguir este tipo de actuação e receber uns bons honorários. Posso admirar o seu modo simples e simpático de actuar. Admiro também a capacidade da apresentadora que estamos habituados a ouvir nos seus programas onde se conhecem as suas estridentes gargalhadas que cansam os mais pacientes. De facto apareceu ali com uma voz grave que habitualmente não usa certamente para melhor convencer o auditório da seriedade do que se estava a passar: tradução simultânea das frases transmitidas à Médium pelos espíritos convocados. Perfeita tradução diga-se. Não tenho o direito de criticar os crentes que trocaram os embustes da bola de cristal, das cartas, das pedras ou da mesa de pé de galo pelo mesmo serviço prestado por tão elegante senhora. Tais factos são de há muito atribuídos a discutíveis poderes de telepatia ou hipnotismo desses auto-intitulados médiuns, juntamente com dados sobre a vida pessoal dos entrevistados, que são obtidos pelos mais variados processos, e que desse modo conseguem convencer as pessoas mais susceptíveis. Mas mesmo assim há quem defenda e quem ataque. Verdade absoluta não existe. E então fica-se pelos poderes ocultos. Integrado num espaço de entretenimento ou com comentadores imparciais ainda podia aceitar-se tal programa mas espanta-me ter sido anunciando como um acontecimento ímpar, digno de ser visto num mundo culto. E espanta-me sobretudo que alguém (*) que afirma preservar a sua vida privada e que possui entre nós uma reconhecida notoriedade em diversos aspectos da vida cultural, social e até política (um autarca) se tenha prestado a ser o convidado especial neste espectáculo. Para quem, como ele, defende a verdade e confessou ir ali por curiosidade, não se entende a sua comoção. Deu o seu aval a algo que não está provado. A cultura portuguesa sofreu mais um golpe.

Gil Montalverne

* Referia-me então sem o dizer textualmente a Moita Flores.

9 comentários:

Anónimo disse...

Se Anne Germain já sabia anteriormente da vida dos convidados, como saberia ela das pessoas que entrevistava do publico da plateia? Gostaria que me esclarecessem isso. Porque muita coisa que Anne Germain dizia para as pessoas da plateia condiziam e essas pessoas também ficavam bastante emocionadas.

Gil Montalverne disse...

Tentei fazer novamente uma busca na Net para encontrar o tal video onde um "falso" medium inglês explica como fazia o show na TV tal como a Anne. Trata-se como aliás aqui explico no Post que leu de, no caso das pessoas sentadas no público, ir lendo as recções faciais e gestuais da que foi escolhida. Se viu os programas na TVI teria notado que foram várias as vezes em que a Anne ao dirigir-se a uma era outra pessoa que estava ao lado aquela que correspondia aos seus primeiros comentários. Era essa afinal a quem se devia dirigir e continuar aquela meia dúzia de frases feitas (ela, a pessoa falecida diz que está bem, manda muitos beijos, que se lembra muito de vós, etc.) Repito, tratava-se de observar as reações dos presentes. Aconselho a çeitura de um livro recentemente editado em português "Sei o que estás a pensar" de Thorsten Havener.E além da Anne saber observar os entrevistados (E para isso estudou muito, não se nega) de alguns também tinha recebido informações. Agora comunicar com os espíritos só acredita quem ... acredita. Espero que tenha entendido agora.

Anónimo disse...

Desculpe Gil mas não posso concordar com essa tese de Anne Germain observar as reacções das presentes pessoas da plateia. Sim eu vi o programas Depois da vida com Anne Germain e quando ela se dirige a pessoas da plateia ela a maior parte das vezes adivinha do que os familiares faleceram, pormenores de objectos e até mensagens transmitidas de familiares antes de falecer. Acho de muito mau gosto duvidar destas pormenores tão evidentes. O Gil é que é capaz de não ter visto o programa. Aconselho-o a ver e a estar mais atento a todos estes pormenores.

Gil Montalverne disse...

Caro "Anónimo", pois não sei quem o senhor é. Se me dá licença, vamos acabar com isto. O senhor acredita e desejo que seja feliz com as suas crenças. Mas sempre lhe respondo que vi todos os programas. O senhor viu um em que era convidada Marina Mota? (Não interessa a questão agora das dívidas ao fisco dela, OK?)Pois parece que não ouviu o que a Marina disse no final. Nada do que Anne afirmou era verdade. Se o senhor "Anónimo" quzer ir ao Google (procurando por Anne Germain Espanha), poderá ler as notícias inclusivé uma do DN, mas há mais por exemplo este link: http://www.atelevisao.com/geral/anne-germain-envolta-em-polemica-em-espanha/
Poderá talvez analisar as opiniões que são expressas. Não esqueça o auricular da Anne a receber informaçôes dos seus assistentes sobre entrevistados e plateia. Já lhe falei sobre um dos últimos livros sobre a leitura da mente e talvez fosse melhor também ler algo sobre hipnose. Uma coisa não admito. Estou à beira dos 82 anos e não admito que alguém (ainda por cima "anónimo")diga que é de mau gosto eu duvidar de pormenores tão evidentes e dar-me conselhos para eu estar mais atento a eles.
Devia exigir-lhe desculpas, mas ... Fique bem e seja feliz com as suas crenças porque uma coisa eu também sei. As pessoas crentes - e sobretudo numa outra vida - são muito mais felizes do que aqueles que estudaram a fundo a origem do universo, dos seres vivos, da sua necessidade de arranjarem deuses e explicações para aquilo que entretanto não sabiam nem compreendiam, etc. E foram ficando mais felizes!

Anónimo disse...

Sr. Gil com todo o respeito, não o quis ofender até porque o Sr. tem a idade do meu pai e eu devo-lhe todo o meu respeito. Eu conheço 2 pessoas médiuns e uma delas curou-me de um mal que nenhum medico foi capaz. Essas pessoas médiuns que eu conheço nunca pediram 1 tostão a ninguém. A pessoa que me tirou o mal, ou seja, o espirito que se apoderou do meu corpo quando eu era criança apenas disse ao meu pai que não cobrava dinheiro nenhum mas que se o meu pai o quisesse poderia dar o que quisesse. Ao contraio desta Sra. Anne Germain que leva couro e cabelo pelas consultas, é bem provável que seja realmente uma vigarista. O Sr. Gil é capaz de ter razão. Eu apenas fico um pouco triste quando vejo pessoas que não respeitam pessoas que possuem capacidades mediunicas mas também é certo que existe muitos charlatões. Sr. Gil desejo-lhe muita saúde. Os meus cumprimentos. Luis..

Gil Montalverne disse...

Ok Luís. Não vamos transformar isto em Facebook.Creio que percebeu o que penso do assunto e porquê.Só para terminar, também lhe digo que eu próprio recordo ter conseguido fazer passar umas dores de barriga a um dos meus filhos com 5 anitos. Apenas passando as mãos sobre ele e conversando. A isso chama-se talvez ... hipnose. Tinha esse poder? Pronto. Tal como o Luis, mas na posição contrária, também fico triste por ver pessoas que acreditam nas capacidades mediunicas cuja veracidade é posta em causa pela ciência. Tudo de bom para si. Até sempre. Gil

Anónimo disse...

Sr. Gil não seja assim tão céptico. Eu estive muito doente tinha eu 15 anos. Depois de passar por imensos médicos houve um senhor que me curou completamente de um dia para o outro e olhe que ele quase nem me tocou nem falou comigo. Procure o tema exorcismos no youtube. Vai ficar surpreendido. Tem lá uma reportagem magnifica feita por um canal espanhol ao exorcista do Vaticano. Um padre já muito velhinho do Vaticano que ajuda as pessoas. A Ciência ignora tudo o que não consegue explicar.
Reparei que o Sr. Gil é fotografo e não resisto em dizer-lhe que aqui há poucos anos atrás fotografei um OVNI em Espanha com o meu telemóvel. Não fui o único a assistir ao fenómeno, muitas pessoas à minha volta também o viram. Só tive tempo de agarrar o telemóvel e tirar-lhe uma foto. O objecto voador parou, fez uns movimentos rápidos e incríveis no ar e depois desapareceu. Eu tenho a foto dele mas talvez o Sr. Gil não acredite... Cumprimentos. Luis.

Anónimo disse...

Boa tarde Luís.
Há alguns anos que procuro um medium para me ajudar, pois há muito tempo que vivo com um problema grave.
Será que poderia arranjar-me o contacto desse medium que o ajudou? Deixo o meu e-mail, no caso de concordar. mafaldacosta8@hotmail.com

Ficar-lhe-ia muito grata.

Obrigada pela atenção.

? disse...

Interessante revelação sobre Ann Germain (nunca vi esse programa, vi outros dentro do género num canal por cabo) e mais interessante diálogo entre um céptico e um crente. Acho que me encontro no meio, se me permitirem. Acreditar, acredito. Acreditar que uns e outros o conseguem? Isso é que é difícil. Não sou céptica porque acredito em algo que a ciência não explica e que é quase intuitivo. Se existe a intuição pode existir a vidência (intuição mais apurada). Sinceramente gostava de encontrar UMA pessoa com essa capacidade. Se existir pf divulguem. Mas os "prs. Mohamed, Mamadu" e por aí que se encontram nos classificados, não obrigado. Mas talvez alguém como o Luís menciona, envolto em folclore e mito, do conhecimento de poucos, com relatos de verdade de boca em boca.